Qual o papel da liderança na gestão?

A palavra liderança, por ser utilizada freqüentemente de forma equivocada na literatura e no cotidiano, acaba muitas vezes tornando-se desprovida de seu real sentido.

O exercício da liderança, e o papel do líder, quase sempre são confundidos com outros conceitos como poder, carisma, posição hierárquica ou até mesmo autoridade; no entanto o papel de um líder abrange dimensões, atividades e responsabilidades que vão muito além do senso-comum.

De acordo com Peter Drucker, uma das responsabilidades do líder é a criação de uma cultura em toda a organização através de seu caráter e de seus exemplos de conduta, que servirão de modelo a serem seguidos por todas as demais pessoas de uma empresa.

Para Drucker, o espírito de uma organização é criado a partir de sua liderança, sendo que uma organização grande em espírito é composta por grandes líderes, bem como uma empresa deficiente é composta por uma liderança é precária.

Outra tarefa de extrema importância a ser executada pela liderança refere-se à definição do caminho a ser trilhado pela organização de forma a alcançar suas metas e objetivos.

Com relação ao planejamento da organização, Gordon Sullivan e Michael Harper defendem que a tarefa dos líderes, conforme lidam com as situações que surgem diariamente, não é a de formular planos absolutamente perfeitos. A tarefa dos lideres é a de criar organizações que sejam flexíveis e versáteis o suficiente para funcionar mesmo na ausência de um plano perfeitamente elaborado. Essa é a característica essencial de uma organização em constante aprendizado.

De acordo com Ram Charan e Larry Bossidy, a liderança também tem como função assegurar que estratégias e planos de ação sejam efetivamente executados, utilizando-se para isso de três processos-chave: a escolha de outros líderes, o estabelecimento da direção estratégica e a condução das operações.

Para os autores, conseguir que as coisas sejam feitas por meio dos outros é uma habilidade fundamental de liderança. Se isso não acontece, é porque não está havendo liderança efetiva.

Ainda de acordo com Charan e Bossidy, os líderes conseguem extrair das pessoas o mesmo tipo de comportamento que demonstram e toleram.  Não importa qual seja a ética de liderança defendida na organização; as pessoas irão observar o que um líder efetivamente faz, e se fizer mal, os melhores perderão a confiança na liderança, os piores irão seguir seus passos e o restante fará o que precisa ser feito para sobreviver num ambiente ético indefinido.

Charan e Bossidy concluem que as pessoas de uma organização, principalmente na liderança, são o recurso mais confiável para gerar resultados excelentes. Suas opiniões, experiências e habilidades ditam a diferença entre sucesso e fracasso.

Essa visão sobre a liderança é apoiada também por Ken Blanchard, que estima que as ações de um líder sejam pelo menos três vezes mais importantes que o seu discurso, sendo que os líderes devem mostrar tanto comprometimento com os objetivos da organização quanto as pessoas que lideram, se não mais.

Para Blanchard, as pessoas avaliarão o que o líder faz e o que ele não faz, como forma de avaliar o comprometimento com os objetivos da organização. No instante em que as pessoas sentirem que a liderança não está comprometida, ou está agindo de forma inconsistente em relação aos comportamentos desejados, não se comprometerão também.

A liderança de uma organização também é responsável pelo nível de desempenho de todos os outros profissionais que a compõem. Para Drucker, é mais fácil elevar o desempenho de um líder do que elevar o desempenho de toda uma massa de profissionais.

Dessa forma, sendo a liderança o componente que define o nível de desempenho, gera resultados e define a dinâmica de toda a organização, ela deve ser composta apenas por pessoas capazes de exceder os resultados esperados.

De acordo com Drucker, a tarefa da liderança não é a de mudar as pessoas, mas sim multiplicar a capacidade de desempenho do todo, utilizando-se dos pontos fortes e aspirações dos indivíduos.

Sendo assim, podemos concluir que o papel da liderança na gestão é um dos elementos, se não o elemento, que mais impactam nos resultados finais de uma organização.

A única forma através da qual uma organização pode estar realmente alinhada com a realidade e as necessidades de seu mercado é garantir que todas as idéias, inovações e estratégias de sua equipe sejam colocadas em prática através de uma liderança efetiva.

“A história é escrita pelos homens, e não o contrário. Em tempos onde não existe liderança, toda a sociedade permanece inerte. O verdadeiro progresso apenas é possível quando líderes habilidosos e comprometidos dispõem-se a promover mudanças e tomar proveito das oportunidades.” (Harry Truman)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s