O paradoxo da indústria automobilística

No site da Harvard Business Review um ótimo artigo sobre os paradoxos enfrentados pela indústria automobilística que, há praticamente 100 anos, não mudou nada.

Os autores, John Paul MacDuffie e Takahiro Fujimoto, analisam que o excesso de leis e regulamentações tem tornado os carros excessivamente complexos, o que por sua vez eleva o preço do produto. O problema é que, tendo um preço elevado, os consumidores acabam criando expectativas irrealistas sobre o automóvel, forçando as empresas a buscarem maneiras de baratear a produção, criando um problema praticamente insolúvel.

Um automóvel atual é composto por 2.000 componentes funcionais, baseados em 30.000 componentes e 10 milhões de linha de código (software). Apenas como comparação, o software de um avião Boeing 787 tem 6,5 milhões de linhas de código, e um avião militar F-35 tem 5,7 milhões.

Veja o artigo completo clicando aqui

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s