O lucro como um fator restritivo

*adaptado do livro “Os ciclos de vida das organizações” (Ichak Adizes)

Se uma pessoa funda uma empresa por causa do retorno que espera do investimento, será semelhante ao profeta que profetiza porque quer ir para o céu, ou à mãe que dá a luz porque quer um filho médico. O profeta não deseja ir para o inferno; a mãe não deseja um filho vagabundo; e o fundador não deseja ir à falência. O retorno sobre o investimento é um fator restritivo, e não propulsor. O retorno sobre o investimento não faz nascer uma organização, embora na sua ausência a empresa possa eventualmente perecer.

Anúncios

Um comentário sobre “O lucro como um fator restritivo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s