A psicologia social da organização

*trecho extraído e adaptado do livro “A psicologia social da organização” (Karl Weick)

Em última análise, os subordinados determinam a quantidade de influência exercida pelos que lideram. De acordo com Blanchard se uma ordem é aceita pela pessoa a que é dirigida, sua autoridade para esta é confirmada ou estabelecida. É admitida como base para ação. A desobediência a essa ordem é uma negação de sua autoridade para essa pessoa.

Portanto, por essa definição, a decisão quanto ao fato de uma ordem ter ou não autoridade depende das pessoas a que se dirige, e não das “pessoas com autoridade” ou daquelas que dão as ordens. Nossa definição de autoridade sem dúvida parecerá como uma plataforma de caos. E assim é – é exatamente isso na preponderância de organizações fracassadas.

Fracassam porque não podem manter qualquer autoridade, isto é, não podem assegurar contribuições suficientes de esforços pessoais para que sejam eficientes, ou não podem induzi-las com termos eficientes. Em última análise, a autoridade fracassa porque os indivíduos, em número suficiente, consideram o peso da aceitação da ordem necessária como perturbação do equilíbrio contra o seu interesse, e então se afastam ou negam as contribuições necessárias

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s