Casando o sim e o não

*adaptado do livro “O poder do não positivo” (William Ury)

O não positivo representa um casamento das duas palavras mais fundamentais da nossa língua: o “sim” e o “não”.

O grande problema atualmente é sabermos separar os nossos “sim” dos nossos “não”. O “sim” sem “não” é apaziguamento, enquanto o “não” sem “sim” é guerra.

O “sim” sem “não” destrói nossa satisfação pessoal, enquanto o “não” sem “sim” destrói nossa relação com outras pessoas. Precisamos juntar o “sim” e o “não”. O “sim” é a palavra da coletividade, o “não” a palavra-chave da individualidade. O “sim” é a palavra-chave da conexão, o “não” é a palavra-chave da proteção. O “sim” é a palavra-chave da paz, o “não” é a palavra-chave da justiça.

A suprema arte é aprender a integrar as duas, aprender a casar o “sim” e o “não”. Esse é o segredo para impor a nós mesmos e defender aquilo de que precisamos sem com isso destruir acordos valiosos e relacionamentos preciosos.

Diga sim ou diga não, mas diga agora.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s