Da abundância à escassez

20120903-233712.jpg

*trecho adaptado do livro “Cognitive Surplus” do Clay Shirky

É mais fácil lidar com o conceito da escassez do que com a abundância, pois quando algo se torna escasso nós assumimos que ele se tornou mais valioso apenas porque passou a ser raro, uma mudança conceitual simples.

A abundância é diferente: quando ela surge podemos começar a tratar as coisas que antes eram valiosas como descartáveis, a ponto de podermos criar experimentos com elas. Como a abundância acaba com as trade-offs que antes existiam, ela pode ser um pouco difícil de ser compreendida por aquelas pessoas que foram acostumadas à um contexto de escassez.

Quando um recurso é escasso as pessoas responsáveis por ele imaginam que ele possui um valor intrínseco, mas falham em analisar o quanto desse valor é real ou derivado de sua escassez.

Qualquer atividade ou recurso que no passado se mostrou valioso por conta da escassez corre o risco de se revelar frívolo a partir do momento em que novas tecnologias redefinem as estruturas de mercado.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s