Se a organização fosse um jogo ela seria assim…

Complementando o post anterior, sobre  modelo de tomada de decisão descrito por James March, segue abaixo uma metáfora utilizada em seu livro “Ambiguity and choice in organizations” para compreender melhor a teoria “garbage can“.

“Imagine um campo de futebol inclinado, de formato circular, com diversos gols, onde os jogadores participarão de uma partida.

Muitos jogadores, mas nem todos, podem entrar ou sair do jogo na hora que quiserem.Algumas dessas pessoas podem adicionar ou remover bolas do jogo, de acordo com sua vontade. Os jogadores, enquanto estão no campo, tentam chutar qualquer bola que se aproxime deles, na direção do gol que eles quiserem, e também para longe daqueles gols que eles não querem.

A inclinação do campo acaba criando um viés, alterando a trajetória das bolas e os gols que são alcançados, mas a trajetória das bolas e o ponto do campo para onde elas irão não é facilmente previsível. Depois do chute essa trajetória acaba parecendo óbvia, quase inevitável, e normalmente acaba por reforçar aquilo que já se esperava.”

Qualquer semelhança entre essa partida de futebol imaginária e a forma como a sua organização opera é apenas uma infeliz coincidência.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s