A definição de loucura organizacional

Vamos fazer o que já fizemos um milhão de vezes! Tenho certeza que dessa vez vamos conseguir resolver o problema!

Existe uma frase atribuída erroneamente a Einstein ( e também a Benjamin Franklin, Mark Twain, entre outros) que diz que a definição de loucura é fazer sempre as mesmas coisas e esperar resultados diferentes.Uma outra versão dessa mesma idéia diz que é impossível solucionar um problema utilizando-se da mesma mentalidade que o criou. Independente das palavras exatas ou de quem as disse, fato é que elas são verdadeiras.

Uma das formas mais fáceis de diagnosticar a saúde mental de uma organização e de seus dirigentes é observar a forma como lidam-se com os problemas da empresa.

Em uma organização saudável, com dirigentes mentalmente sãos, é de se esperar que os problemas sejam analisados e seja proposta uma solução adequada. Para um problema pontual, uma solução pontual; para um problema sistêmico uma correção do sistema.

Por outro lado, em uma organização insana, com dirigentes perturbados, não é isso que acontece. Todos os problemas são tratados de forma igual. Não importa se o problema é pontual ou sistêmico, não importa se ele já foi resolvido no passado ou se é inédito, se diz respeito a pessoas, a políticas, a processos, a tecnologia ou qualquer outra questão; tudo é tratado da mesma forma.

Os dirigentes dessas organizações normalmente se valem de um repertório extremamente reduzido e ineficaz para tratar as situações que surgem no cotidiano da empresa. Observe atentamente e você perceberá que tudo é tratado sempre com os mesmos recursos: contratar ou demitir um funcionário, adotar ou abandonar uma tecnologia, transferir a culpa (para o cliente, para a equipe ou para o membro mais fraco da equipe) e a mais comum de todas, fazer uma reunião.

O que caracteriza esse tipo de comportamento não é o remendo em si, mas sim o fato de ele ser sempre o mesmo, não surtir nenhum efeito sobre a causa do problema, e o que é pior, continuar sendo utilizado sem critério algum.

Diagnosticada a insanidade da organização (ou de seus dirigentes) resta a você decidir o que fazer. Participar dessa loucura institucionalizada que é a empresa ou então abandonar a organização e buscar um ambiente mais sadio, afinal de contas, só mesmo sendo louco para trabalhar ali.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s